Maria
Prosa e Poesia
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Vazio de Perguntas
quero-o meu,
avulso de percas
- atrevido -
pleno de pensar.

quero-o infindo
das horas,
perdido dos
estágios do tempo,
beirando o céu.

não quero guardas
nem chaves de argolas
mercadejando ampulhetas.

peço o que se dá,
quero o que se desfaz de si,
grito o augusto que é:
perto do ômega.

espero a chegada.
faço de minhas mãos
moradia, enlevando
simplicidades
- donas de mim -
meu beijo esquecido
em suas terras,
em lagos vazios
de perguntas.

espero: me espere !
sou hora de um amanhã..
Maria
Enviado por Maria em 27/05/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários