Maria
Prosa e Poesia
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Aura do Tempo

Se hoje me calo de seu toque de luz, calam-se, talvez para sempre, quimeras na aura do tempo... E, a cortina da noite cai tristonha e nebulada... Mas a quem importa? A quem importa se faz sol ou chuva em minhas leiras de dentro?... ... O tempo é glorioso em promover esquecimentos... Por isso, apenas caminho... ando trilhas e me esquivo de acordos que um dia comigo me fiz... É que não sei reconstruir pontes para céus e luzes que me fugiram, que não me acolhem mais em seu brilho... Então, caminho, caminho... Talvez... talvez, seja esse também o meu jeito de fazer parte das coisas...
Maria
Enviado por Maria em 30/07/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários