Maria
Prosa e Poesia
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos

Oboés de Ilusão

Também não sou eu quem vibra a corda do berimbau que longe chora... Nem é o ar dos meus pulmões que percorre as entranhas da ocarina a deslizar suas notas na noite escura e morna... Se peço o som do bandoneon é para sentir em mim seu abraço de acordes... e que toquem oboés de ilusões para os pés insones, mas que calem a voz de angústias e medos que floresce dentro do peito...
Maria
Enviado por Maria em 02/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários