Maria
Prosa e Poesia
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Porto de Desassossegos

Quanto tempo vaguei por crematórios de sonhos,
centrais de cimento e aço, tendo por ninho
viadutos de azáfamas, cerdas e nichos
tombados por desastres em meus pra dentro...
Se ontem me perdi nessas pedras magoadas e dispersas,
jardins arrolhados de vazios com percursos minguados de paz,
hoje sou nau em busca de margens,
de um cais amadeirado de luz e amor
para aportar minhas angústias e desassossegos interiores...
Maria
Enviado por Maria em 26/07/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários