Maria
Prosa e Poesia
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
Textos


Cantiga de Vento

O vento não me visitou, não me olhou,
não tocou a minha mão, nem me vestiu de água e pão...
O tempo é voraz e a pedra não canta mais...
não, não tem mais jeito.
Cala-se a flor enquanto dedilha
cantigas de estrelas, vento e vela...

É!!!

E me pergunto: em que verso me perdi?
Em que letra me entreguei?
A alma, o corpo, o céu de capela?

Sou flor assim: digo o que penso
e não me lembro de amar menos o meu girassol!
Mas, o vento... o vento ruindo como o rio...
o vento, este resquício de terra,
em seus desaventos, não me visitou...
Maria
Enviado por Maria em 23/09/2018
Alterado em 23/09/2018
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários