Maria
Prosa e Poesia
Capa Textos E-books Fotos Livro de Visitas Contato
Textos
(Des)coberta

Os desertos da alma são como coisas esquecidas... O vento, no frio da noite, sopra areia sobre a pétala da flor, guardando-a para o esquecimento... No entanto, um dia, um novo sopro... e a luz a descobre para o mundo... Foi assim que a luz me achou... e despertou-me do meu sono de morte... descobriu-me para a vida...
Maria
Enviado por Maria em 03/11/2017
Alterado em 03/11/2017
Comentários