Maria
Prosa e Poesia
Capa Textos E-books Fotos Livro de Visitas Contato
Textos
Regato de Luz

E a terra dançou consigo mesma,
enquanto a noite ia e o sol surgia,
o sol se ia e a noite vinha...

Procurei um estaleiro, mas
só encontrei cais vazios e trovejados de ondas...
A noite, na montanha, em ventos de açoite,
esfria os colares de espuma ao redor do pescoço.
E as contas nos tornozelos se calam em busca de ti:

- Vem! dar-te-ei meu colo
e acariciarei tua fronte querida e amada!,
sussurrou tua presença no silêncio que se fez
por tanto tempo dentro do peito...
Velarei teu sono querido, mesmo os olhos cansados...
Há sossego em meu regato, há paz e luz em meu interior,
mesmo a tempestade e o rugir das ondas em teu mar...
Maria
Enviado por Maria em 02/08/2019
Comentários