Maria
Prosa e Poesia
Capa Textos E-books Fotos Livro de Visitas Contato
Textos
Por Todos os Seres

Já não sei mais andar sozinha,
preciso de passos seguros para (re)encontrar
valores e (re)significar estradas
na floresta de tua retina que ainda não caminhei..

Por isso, no findar do dia, o poente contempla
olhos que percorrem, encantados,
linhas de inteligências e sabedorias
escritas em minha muleta de vida...
Relembro os tons de gratidão e admiração...
e os meus olhos ficam sempre de novo úmidos...

Agora, agorinha, precisava tua mão na minha,
a girar comigo a roda da roca de nossas vidas...
Maria
Enviado por Maria em 13/08/2019
Comentários