Maria
Prosa e Poesia
Capa Textos E-books Fotos Livro de Visitas Contato
Textos
Âncora em Mim
 
Jogue uma pausa em mim, como âncora para firmar meus pés doloridos do pisar nas rodas do tempo. Não sou malabarista de palavras, nem me agasto perfilando páginas que não explicam as maldades desses homens que tudo desejam morrer. Sejamos sóbrios. Para nos salvar precisamos ser reféns do tempo, das paredes que nos separam da crueldade que ronda lá. Sei... Só agora sabemos o que era dropar nas asas do vento e plainar asas sem medo das alturas. Mas o tempo deu uma guinada e mudou. Uma tempestade hostil e mortal chegou. É hora de atracar o barco ao cais. Jogar com firmeza sua âncora, amarrar fortemente o barco e permanecer firme em seu interior. Espere! Paciência! Espere! Tudo isso vai passar. Os ventos irão voltar para outra vez singrares tuas asas...
Maria
Enviado por Maria em 24/03/2020
Comentários